Como Fazer o “Tucking”

O “tucking” é uma técnica de posicionar o pênis entre as pernas que faz com que o volume dos órgãos genitais masculinos fique mais “discreto” ou desapareça inteiramente. É um procedimento básico quando se deseja fazer uma montagem mais próxima possível do perfil feminino. A técnica de “tucking” está descrita abaixo, passo a passo.

1 – Fique de pé, com as pernas afastadas, o tronco inclinado para a frente, com a meia-calça ou calcinha de material firme já vestida até os joelhos.

2 – Empurre os testículos, um de cada vez, para dentro da cavidade abdominal (veja a foto ao lado), como se “esvaziasse” o saco (foi de lá que eles saíram; se for feito direitinho, eles encontrarão facilmente sua “morada original”…)

3 – Mantenha os testículos dentro da cavidade abdominal e puxe o pênis para trás, firmando-o sobre os testículos já acomodados.

4 – Ajeite as bordas do saco, segure firme todo o conjunto e pressione as coxas uma contra a outra.

5 – Puxe a calcinha para cima e ajuste-a no lugar, a partir do meio das pernas e ajeite todo o conjunto para trás, no sentido cintura-nádegas. Se achar que não está suficientemente firme, basta usar uma segunda calcinha por cima da primeira.

Observações:
a- espere algum desconforto, que passará depois das primeiras vezes;
b- use duas calcinhas, em vez de uma, para produzir melhores resultados e sentir-se mais à vontade, sobretudo quando for usar vestidos ou saias mais apertados.
c- cuidado: calcinhas muito apertada produz uma sensação de “esmagamento”, em lugar de
“encolhimento”; em vez de uma só, muito apertada, use duas, uma por cima da outra,
ambas confortáveis.
d- quando bem feito, o “tucking” dispensa o uso de qualquer tipo de fita adesiva ou cola para “reter” o pênis entre as pernas. Aliás, jamais use esse tipo de recurso, erradamente sugerido em diversos (e desavisados) sites da internet.
e- com o tempo e o uso os órgãos genitais se acostumam com o seu novo posicionamento e a
gente se sente totalmente segura e confortável.

É possível fazer o tucking com o membro ereto?

Há possibilidade, sim, de se fazer o tucking com o membro ereto.  No passado, eu me lembro de ter feito algumas vezes, só para praticar e “educar” o membro.  Estando o membro ereto,  Você consegue movê-lo lentamente, quase que milímetro por milímetro… Digamos que o membro vai se ajeitando à nova configuração que vc vai lhe impondo. Prejuízo para o membro não há. Aliás, quase nada atinge ou prejudica o membro, em face das suas excepcionais características arquitetônicas. Trata-se de um corpo cavernoso que se entumece quando há afluxo de sangue para suas cavidades. Assim, “girar” o membro para trás não afeta nada, pois não se trata de uma estrutura rígida, como um braço ou uma perna. A única coisa é que extremamente desconfortável e exige um paciente treinamento. Dificilmente você conseguirá fazer o tucking com o seu membro ereto logo na primeira tentativa. Um fato interessante é que, na medida em que você tenta mover o membro ereto para trás, ele vai perdendo a ereção.  Uma forma muito difundida de conter uma ereção é apertar firme a cabeça do pênis por vários minutos mas posso dizer que comigo ela nunca funcionou.  A única forma efetiva de você reduzir drasticamente as ereções é através do uso de um medicamento anti-andrógeno, mas que também só surte efeito depois de períodos prolongados de uso.

Print Friendly
Bookmark the permalink.

21 Comentários para Como Fazer o “Tucking”

  1. Carlos Bianca says:

    Fiz e adorei…
    Uso até biquine de praia…
    É super legal…

  2. glaucia says:

    Iniciei pesquisa para saber com esconder o pênis e tive a grata surpresa de ser apresentada ao tucking. Ainda não tive êxito mas tô tentando e só por isso me sinto muito excitada e feliz.
    obrigada,
    Gláucia

  3. Angella Christina says:

    Olá, Ótimo esse lance do Tucking ‘perfeito’. Tenho uma dúvida porém sobre o ‘Imperfeito’… Há décadas eu escondo “o coiso” para trás e fixo com uma calcinha apertada. A minha neura nessa altura do campeonato é se pode ocasionar algum problema com “o ‘bag’ do coiso”. Se tiver alguma resposta envie pro meu mail. Obrigada!

    • Letícia Lanz says:

      Querida,
      Tranquilize-se: – o saco escrotal, e o conjunto genital masculino como um todo, é feito para resistir às piores intempéries! Se você fez o tucking de maneira adequada, sem prender a circulação de sangue na região, é pouquíssimo provável que você se provoque algum dano pessoal. Mas você conhece o sinal de que as coisas não estão muito bem em algum local do seu organismo, não? Chama-se desconforto e produz dor. Então este é o limite: se começou a sentir dor e desconforto é porque o local está sendo molestado. Se não, se estiver se sentindo bem, sem nenhuma dor ou desconforto, é sinal de que o organismo está bem adaptado.

    • Lia Gomes says:

      Oi Angella, eu consigo um resultado muito expressivo com uma técnica que ainda não sei se poderá no futuro me fazer mal. Mas eu puxo os escrotos para cima, juntamente com o pênis, levando tudo um pouco para o lado esquerdo da barriga. Então pego um esparadrapo tamanho grande, prendo das costas, passo pela barriga já por cima de tudo, bem apertado, continuo dando a volta em minha barriga até dar uma volta inteira passando de novo pela barriga prendendo o restante que ainda ficou. Ponho uma cinta modeladora, fica muito confortável, pronto coloco uma calcinha, dai em diante sou uma mulher perfeita. Uso shortinho, calça jeans bem justinha, perfeita, fico muito feliz. bjs

  4. Luiza Silva says:

    Adorei a matéria. Mas me diga, e para desfazer? Basta soltar a calcinha?

    • Letícia Lanz says:

      Claro, tudo volta ao seu lugar de sempre. Não pense que suas gônadas ficarão presas lá dentro, para sempre. É só a calcinha que mantém o conjunto no lugar, entre as pernas. Tirou a calcinha, tudo volta ao normal.

  5. Aristeu says:

    Olá minha querida, adorei sua matéria que está ajudando a inúmeras pessoas assim como eu a poder resolver esse pequeno probleminha. Vc, ao contrário das outras pessoas, compartilha suas experiências de vida com quem está começando. Vc está de parabéns com suas matérias. Sucesso! Bjs

  6. roberto zipmail says:

    Leticia, adorei a materia. Eu sempre puxei tudo para tras, mas nunca pensei em colocar as coias nos devidos lugares, de onde vieram, rsss. Espero manter contato com voce. Preciso de ajuda nesta transexualidade. Beijos

  7. Lucky Girl says:

    Eu já tinha tentado outras coisas, mas essa maneira foi a melhor que já experimentei. Obrigada!!!

  8. Marcela says:

    Eu faço o tucking de um jeito um pouco diferente: depois de acomodar as bolinhas na cavidade abdominal e de puxar o pênis para trás prendendo-o temporariamente entre as nádegas, eu pego a pele do saco escrotal dos dois lados do pênis e envolvo o pênis que essas peles unindo-as como se fossem os pequenos lábios de uma vagina e fixo com esparadrapo cor a pele do tipo micro-pore. Coloco uma sequência de pedaços de esparadrapo até lá em baixo deixando só uma pequena abertura em cima, próxima á base do pênis e outra lá em baixo onde fica a ponta do pênis. Como eu me depilo sempre e deixo só um tufinho de pelos na púbis, o resultado final fica parecendo uma vagina. Mesmo sem usar calcinha posso abrir as pernas, agaxar e levantar, fazer xixi sentada e tudo fica no lugar por várias horas. Uma vez introduzi um consolo na minha “vagina” e tive um orgasmo maravilhoso me masturbando dessa forma.

    Essa técnica funciona muito bem para mim que tenho uma bolsa escrotal grande e com muito excesso de pele. Não fico dolorida nem irrita minha pele. Se a menina tiver um saquinho pequeno e com pouca pele pode ser que fique incômodo. Também é importante estar depilada para não sofrer na hora de remover os esparadrapos.

    • Letícia Lanz says:

      Essa NÃO É efetivamente uma prática nem segura nem confortável. Embora frequentemente descrita por aí, na internet, não há registro de pessoas que tenham conseguido manter o arranjo proposto por mais de 15 minutos, pois o resultado final é EXTREMAMENTE DESCONFORTÁVEL E MUITAS VEZES DOLOROSO. Além de TOTALMENTE DESACONSELHADA, quero prevenir a quem eventualmente pensa em adotar essa prática que ESTÁ CORRENDO SÉRIOS RISCOS, pois ELA PODE CAUSAR DANOS MUITO GRAVES à genitália da pessoa.

  9. eric aislan says:

    Muito obrigado!!! AJUDOU MUITO ! Fiz e deu certinho. Provado e aprovado!!! É sempre um prazer aprender coisas novas! PS: sou viajante de primeira classe nesse mundo novo de ser transexual!!!

  10. luazinha59 says:

    Uso diariamente e com apenas uma calcinha e fico muito confortavel,utilizo inclusive um abssorvente para proteção da calcinha é muito bom ser menina

  11. melyssa says:

    Olá, Letícia, adorei a sua técnica e já me pus a fazer e tirar fotos pra ver como ficava! No entanto, depois de algumas horas sentadinha as bolas começaram a descer lá da cavidade abdominal… Será q minha calcinha não é apertada o suficiente?? Estou com duas de algodão, firmes, mas mesmo assim aconteceu o pior… e olha q fiquei de pernas cruzadas esse tempo todo! As bolinhas ficam presas na cavidade ou só encaixadas?? Beijos e muitíssimo obrigada por ter criado esse site maravilhoso!!

    • Letícia Lanz says:

      Não é questão de “apertada”, mas de ajustada ao lugar. Usar duas calcinhas funciona melhor do que uma só, apertada. E fique atenta ao desconforto: ele não deve existir. Se foi feito direito, não aparece desconforto.

  12. Rosira Ramos says:

    É incrível quando se usa de sinceridade e seriedade sobre um assunto tão sério quanto este aqui abordado. Quem somos nós e não “o que” somos nós. Amei todas vocês e, em especial é claro, a Letícia. Rosira, 04 de Novembro de 2012. Jpa – RJ.

  13. gustavo says:

    Adorei. Na primeira tentativa eu consegui. Ficou show!

  14. Letícia Lanz says:

    Muitas pessoas me perguntam a respeito da “altura” em que ficam os testículos. Isso vai depender inteiramente do tamanho dos testículos de cada indivíduo. Depois de um tempo numa terapia hormonal, por exemplo, em que os testículos literalmente encolhem, acontece exatamente como no desenho acima. Mas, no início, é bem dificil as “bolas encontrarem o caminho de volta para casa… rs Das primeiras vezes que alguém faz o tucking, costuma ser também altamente incômodo. Nesse caso, é bom não prolongar o desconforto pois pode causar injúria aos órgãos. A repetição, contudo, vai fazendo com que os órgãos se acostumem tanto à nova posição que, depois de um certo tempo, quase que já vão automaticamente para ela.

  15. badu says:

    Puxar o pênis para trás faz com que ele cresça?

    • Letícia Lanz says:

      Talvez isso até fosse possível, a longuíssimo prazo e desde que o falo estivesse intumescido. Com ele flácido, o tucking não afeta em nada as dimensões do pênis e com ele intumescido é muito desconfortável e até doloroso fazer o tucking. Definitivamente não é algo recomendável de ser feito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>